Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

"Vergonha": Papa Francisco manifesta indignação por casos de abusos na França

Relatório aponta que, pelo menos, 2900 padres, religiosos e leigos estejam envolvidos nos crimes. Número de vítimas pode chegar a 330 mil.

Há 21 dias - por Cléo Nascimento
"Vergonha": Papa Francisco manifesta indignação por casos de abusos na França
(foto por Reprodução Youtube - Vatican News)
O Papa Francisco expressou profunda indignação e tristeza diante das conclusões do Relatório da Comissão independente sobre abusos sexuais na Igreja na França, divulgado na terça-feira (5). Durante a audiência geral de hoje, Francisco disse que "este é o momento da vergonha".
 
"Desejo expressar às vítimas minha tristeza e meu pesar pelos traumas sofridos e minha vergonha, nossa vergonha, pela demasiada longa incapacidade da Igreja em colocá-las no centro de suas preocupações, assegurando-lhes minhas orações", disse o Papa.
 
O documento, encomendado pela Conferência episcopal e pela Conferência dos religiosos e religiosas francesas, revela que, entre 1950 e 2020, pelo menos 216 mil menores teriam sofrido abusos e o número pode chegar a 330 mil. Segundo o relatório, entre 2.900 e 3.200 clérigos e religiosos estariam envolvidos nos crimes.
 
Aos bispos e superiores religiosos franceses, Francisco pediu mais empenho para que "dramas semelhantes não se repitam".
 
"Expresso aos sacerdotes da França proximidade e apoio paternal diante desta provação, que é dura, mas saudável, e convido os católicos franceses a assumirem suas responsabilidades para garantir que a Igreja seja uma casa segura para todos", recomendou o papa.

Comentários

  • Esta notícia ainda não tem comentários. Seja o primeiro!