Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

SIGNIS Brasil festeja 11 anos de existência

Fundada em assembleia realizada no dia 2 de dezembro de 2010, a associação católica de comunicação segue com o seu trabalho em favor de uma comunicação para uma cultura de paz

Há 2 meses - por Luís Henrique Marques
SIGNIS Brasil: pluralidade de profissionais e meios unidos por uma comunicação da cultura de paz
SIGNIS Brasil: pluralidade de profissionais e meios unidos por uma comunicação da cultura de paz (foto por Montagem: Flavio Medeiros)

Exatamente no dia de hoje, 2 de dezembro, há 11 anos nascia a SIGNIS Brasil, associação católica de comunicação da qual a Agência de Notícias SIGNIS é originária. Foi durante a 12ª Assembleia Geral da União de Radiodifusão Católica (UNDA Brasil), realizada em Curitiba (PR), que essa associação deu início às suas atividades em substituição a outras organizações que antes representavam diferentes segmentos da comunicação de inspiração cristã no Brasil. “A SIGNIS surgiu num momento de mudança na comunicação”, afirma o jornalista frei João Carlos Romanini, o segundo presidente da associação. “Creio que tenha surgido no tempo certo, para os novos paradigmas. Ela vem no momento para recriar a comunicação, seja para Igreja, seja para a sociedade”, completa.

Além de profissionais ligados à UNDA Brasil, a SIGNIS (à época, já presente na América Latina e Caribe, bem como em outras regiões do mundo) acolheu membros da antiga Organização Católica Internacional de Cinema (OCIC) e da União Brasileira de Comunicação Social (UCBC). Reconhecida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), a SIGNIS Brasil assumiu como lema “A comunicação para uma cultura de paz”. Também durante a assembleia de fundação foi elaborado, votado e aprovado o estatuto e eleita a primeira diretoria da SIGNIS Brasil, constituída pela presidente Ir. Helena Corazza (Paulinas-Sepac); vice-presidente Pe. César Moreira (Rede Aparecida); tesoureiro Pe. André Lima (Rádio Aliança, de Brasília) e secretário Antônio Celso Pinelli (Rádio Aparecida). A fundação da nova entidade contou com a colaboração direta da SIGNIS Mundial.

Assim, a SIGNIS Brasil surgiu com a vocação à pluralidade, uma vez que passou a abrigar profissionais, acadêmicos e veículos de comunicação (jornais e revistas; portais; emissoras de rádio e televisão) ligados à Igreja em diferentes regiões do País. Dom Orani Tempesta, na ocasião da fundação da entidade, era o responsável pela Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação, Cultura e Educação. Para o atual cardeal do Rio de Janeiro, a fundação da SIGNIS para cujo processo ele atuou diretamente no trabalho de articulação de diálogo dos diferentes atores, foi um momento importante para a comunicação eclesial no Brasil, porque a iniciativa permitiu aos profissionais e veículos católicos acompanharem a tendência mundial de unir os diferentes segmentos dessa área, sem contudo, comprometer a entidade própria de cada grupo. Hoje, a SIGNIS Brasil conta também com o Setor Jovem e o Setor Educomunicação e Pesquisa, uma originalidade em relação às demais SIGNIS no mundo.

 

Projetos atuais

 

O atual presidente da associação, Alessandro Gomes, salienta que a SIGNIS segue realizando o seu importante papel no âmbito da comunicação, tanto para a Igreja como para a sociedade em geral por promover uma cultura de paz mediante o trabalho no âmbito da comunicação. Para justificar sua afirmação, ele evidencia alguns dos projetos que a entidade tem levado a cabo, especialmente nos últimos anos e que dão testemunho do anúncio do Evangelho mediante o trabalho de cooperação recíproca entre profissionais e meios de comunicação. Um desses projetos é o Pauta Conjuntas, iniciativa pela qual diferentes meios contribuem para a produção de uma mesma grande reportagem, veiculada pelos meios associados. 

O atual presidente da SIGNIS Brasil faz questão de mencionar também o trabalho do Setor Educomunicação e Pesquisa, o último segmento a ser criado pela associação. Embora de atuação recente, esse setor - coordenado pela Ir. Helena Corazza - tem se destacado desde as suas primeiras ações, que visam fomentar o caráter educativo da atuação dos profissionais e meios de comunicação, além de promover a educação por meio dos processos comunicativos. O curso sobre Cine Fórum Pastoral, que deverá ter nova versão em 2022, foi uma dessas iniciativas.  

Outro e recente projeto da SIGNIS Brasil, ainda em fase experimental, mas que já é motivo de elogio por parte da associação ao redor do mundo e por diferentes segmentos da Igreja é a Agência de Notícias SIGNIS. Gomes considera que esse é um projeto ousado, cujo objetivo é promover a difusão de notícias da Igreja segundo uma perspectiva profética e, ao mesmo tempo, dando espaço a narrativas e personagens que pouco espaço e visibilidade têm, mas que são fundamentais para a vida da própria Igreja.

Por isso, fortalecer os vínculos dos seus associados e, por seu trabalho conjunto e ético, contribuir para que o povo se torne apto a compreender criticamente a realidade humana à luz do projeto de Deus é parte vocação da SIGNIS Brasil, completa frei Romanini. “É para isso que a SIGNIS está aí: alavancar um mundo novo pela comunicação!”.

Saiba mais sobre a SIGNIS Brasil acessando seu site oficial: www.signis.org.br

Na Galeria de fotos, imagens das três assembleias realizadas pela SIGNIS Brasil ao longo desses seus 11 anos de atividades (Fotos: Arquivo/ SIGNIS Brasil)

Comentários

  • Helena Corazza


    Parabéns à Signis Brasil pelos 11 anos de história. Alegria e gratidão em fazer parte.
    Atentos aos sinais dos tempos vamos caminhando.