Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Seminário "CNBB 70 anos" tem inscrições abertas

Encontro será realizado entre 26 e 28 de julho. O Instituto Nacional de Pastoral Padre Alberto Antoniazzi é o responsável pela sua realização

Há 29 dias - por Assessoria de Comunicação da CNBB
Seminário "CNBB 70 anos" tem inscrições abertas

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), por meio do Instituto Nacional de Pastoral Padre Alberto Antoniazzi (INAPAZ), realiza de 26 a 28 de julho deste ano, o ‘Seminário CNBB 70 anos’. O evento será realizado em formato virtual, das 9h às 17h, com intervalo para almoço e vai contar com um time de especialistas.

As inscrições podem ser feitas a partir desta sexta-feira, 20 de maio, até 10 de julho, no hotsite criado especialmente para celebrar as sete décadas de história e missão da CNBB que tem como compromisso “servir sempre mais”. No 14 de outubro de 2021, a presidência convocou um ano jubilar para celebrar os 70 anos da entidade que tem como lema: ‘CNBB 70 anos: comunhão, participação e missão’.

De acordo com o INAPAZ, a proposta do seminário é trabalhar com três perspectivas (ver, julgar e agir): flashes históricos, sínteses e perspectivas. Segundo o secretário do Instituto, padre Danilo Pinto dos Santos, o objetivo do Seminário será “recuperar elementos históricos da Conferência Episcopal, a fim de contribuir na renovação da sua auto-compreensão, no contexto comemorativo dos seus 70 anos, em vista do aprimoramento do seu serviço à Igreja no Brasil e sociedade”.

Eixos temáticos

A formação vai trabalhar com dois eixos temáticos: a contribuição da CNBB à ação evangelizadora da Igreja no Brasil analisando os assuntos internos das Comissões Episcopais e Regionais, trabalhos pastorais e orgânicos feitos em perspectiva sinodal. Também será oportunidade de tratar do processo de criação da entidade, da eclesiologia que lhe subjaz e da sua contribuição para os rumos da Igreja no Brasil. A proposta é realizar uma abordagem histórico-teológico-pastoral, enfocando a contribuição da Conferência na recepção do Concílio Vaticano II.

O seminário também será a ocasião para os participantes terem contato com o registro histórico das mudanças que a instituição passou à medida do tempo, como mudança das práticas e organização da ação evangelizadora, mudança da sede da Conferência Episcopal do Rio de Janeiro para Brasília, adaptações aos avanços tecnológicos e novas práticas de gestão, por exemplo. Por fim, o seminário também trará a oportunidade de se analisar o diálogo da Conferência com a sociedade, perpassando pelos aspectos político, social, institucional.

As inscrições podem ser feitas a partir desta sexta-feira, 20 de maio, até o dia 10 de julho. Desde que se inscrevam no prazo, o Seminário será realizado de modo gratuito para bispos, assessores nacionais e secretários executivos regionais. Para os demais participantes, o investimento é R$ 100,00. Clique aqui para realizar a inscrição.

A programação:

 

26/07/22 – (terça-feira) – 09:00 às 12:00 
8h30 – Abertura da Sala Virtual
9h00 – Ambientação e Oração inicial
9h10 – Abertura e Acolhida
9h40 – Comunicações e Reações 

CNBB, VATICANO II E PERÍODO DE EXCEÇÃO 

Palavra aberta para reações
11h00 – Devolução da palavra aos assessores para pontuar alguns temas.
11h50 – Oração de encerramento e orientações para a parte da tarde.
12h00 – Encerramento
 

26/07/22 – (terça-feira) – 14:00 às 17:00
13h30 – Abertura da Sala Virtual
14h00 – Sistematização da manhã
14h15 – Divisão dos trabalhos entre os participantes, com indicação de relatores15h15 – Plenário com Relatório dos Grupos Temáticos
16h30 – Sistematização
16h50 – Oração de encerramento e orientações para o dia seguinte.  

27/07/22 – (quarta-feira) – 09:00 às 12:00 
8h30 – Abertura da Sala Virtual
9h00 – Ambientação e Oração inicial
9h10 – Abertura e Acolhida
9h40 – Comunicações e Reações 

CNBB E A CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA 

Palavra aberta para reações

11h00 – Devolução da palavra aos assessores para pontuar alguns temas. 11h50 – Oração de encerramento e orientações para a parte da tarde.
12h00 – Encerramento 

27/07/22 – (quarta-feira) 14:00 às 17:00
13h30 – Abertura da Sala Virtual
14h00 – Sistematização da manhã
14h15 – Divisão dos trabalhos entre os participantes, com indicação de relatores
15h15 – Plenário com Relatório dos Grupos Temáticos
16h30 – Sistematização
16h50 – Oração de encerramento e orientações para o dia seguinte.

28/07/22 – (quinta-feira) – 09:00 às 12:00
8h30 – Abertura da Sala Virtual
9h00 – Ambientação e Oração inicial
9h10 – Abertura e Acolhida
9h40 – Comunicações e Reações

CAMPANHA DA FRATERNIDADE E PERSPECTIVAS PASTORAIS

Palavra aberta para reações
11h00 – Devolução da palavra aos painelistas para pontuar alguns temas.
11h50 – Oração de encerramento e orientações para a parte da tarde.
12h00 – Encerramento

28/07/22 – (quinta-feira) – 14:00 às 17:00
13h30 – Abertura da Sala Virtual
14h00 – Sistematização da manhã
14h15 – Divisão dos trabalhos entre os participantes, com indicação de relatores
15h15 – Plenário com Relatório dos Grupos Temáticos
16h30 – Sistematização e encaminhamentos finais. 16h50 – Celebração de encerramento e agradecimentos. 28/07/22 – (quinta-feira) – 20h – Painel Geral (YouTube): aberto ao público

 

História: CNBB 70 anos

Criada em 14 de outubro de 1952, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) tem início nas ideias de maior articulação da Igreja no Brasil e na mobilização de dom Helder Câmara ao apresentar o projeto da entidade ao então Monsenhor Giovani Montini, secretário de Estado do Vaticano, que anos depois foi eleito Papa Paulo VI.  

 reunião de instalação da Conferência Episcopal foi realizada no palácio São Joaquim, no Rio de Janeiro, onde ocorreu também a eleição da comissão permanente encarregada de dirigir a entidade, constituída por dom Alfredo Vicente Scherer, dom Mário de Miranda Vilas Boas e dom Antônio Morais de Almeida Júnior. Dom Helder Câmara, então bispo auxiliar do Rio de Janeiro e idealizador da conferência, foi designado secretário-geral, e o cardeal Carlos Carmelo de Vasconcelos Motta, então arcebispo de São Paulo, foi eleito o primeiro presidente da entidade, função que exerceu por dois mandatos.

Hot site CNBB 70 anos

Para celebrar esse momento, a CNBB lançou o hot site CNBB 70 anos

Comentários

  • Esta notícia ainda não tem comentários. Seja o primeiro!

Mais lidas