Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Indígena missionário é ordenado presbítero na Amazônia brasileira

O Neopresbítero Inácio Cordeiro Padrão, indígena baré e missionário da Consolata, foi ordenado presbítero pelo Cardeal Leonardo Steiner na paróquia Santa Luzia, em Manaus.

Há 14 dias - por Júlio Caldeira IMC
Indígena missionário é ordenado presbítero na Amazônia brasileira
(foto por Pascom da Paróquia Santa Luzia, em Manaus)

Em celebração realizada na paróquia Santa Luzia na noite de 17 de setembro, o jovem missionário Inácio Cordeiro Padrão foi ordenado presbítero pela oração e imposição das mãos do arcebispo de Manaus, Cardeal Leonardo Steiner.

Além da numerosa participação de seus familiares, a celebração contou com participação de 21 sacerdotes missionários da Consolata, religiosos e diocesanos, além de inúmeras religiosas, leigos missionários e fiéis de Manaus e região.

Natural de São Gabriel da Cachoeira, na Amazônia brasileira, é o oitavo de dez filhos do colombiano Paulo Padrão e de Maria Cordeiro, brasileira e indígena Baré. Iniciou sua formação com os missionários da Consolata em 2009 e realizou seus estudos no Brasil, Argentina e Quênia. A primeira destinação missionária do neopresbítero será em Moçambique.

 

(Foto: Pascom da Paróquia de Santa Luzia, Manaus)

 

“Não te esqueças das tuas raízes indígenas”

Na homilia, Dom Leonardo Steiner, exortou ao padre Inácio, que é natural do povo indígena Baré, para que mantenha e sempre se lembre sempre de suas raízes e da fonte de sua fé.

“Não te esqueças das tuas raízes indígenas, da casa do povo de onde vieste, da fé recebida, da força cultural que te gerou. Seja padre, continuando a beber da mesma fonte cultural, da mesma fonte da fé. O mesmo modo de ser que faz ser um povo, serão tuas forças e graças com as forças e graças do Evangelho”.

O arcebispo de Manaus também recordou da missão que terá o neopresbítero, como missionário da Consolata e no ministério que assume.

“Como verdadeiro missionário da Consolata ‘anuncia Jesus Cristo onde ainda não é conhecido!’ Deixa-te inspirar em todos os momentos, ações e exercícios de tua missão e do teu ministério pela Consolação. A Consolata é o modelo e guia, inspiração para levar ao mundo a verdadeira consolação que é Jesus, seguindo o modo de vida do Bem-aventurado José Allamano [fundador dos missionários da Consolata]. Como homem da consolação, persevera no amor e seja fiel à Eucaristia, na devoção a Maria, na obediência à Igreja e ao Papa, no espírito de família e na estima e amor ao trabalho”.

Em forma de oração-reflexão, o cardeal ressaltou alguns elementos importantes para que Inácio possa viver intensamente seu ministério: “Caro irmão Inácio, Deus te conceda a graça de ser um fiel pregoeiro do Consolador, Jesus Cristo; cuidador e samaritano dos mais pobres, para que o Consolo seja visibilizado; o Consolador cuide de ti e possas dar a tua vida pela vida do Reino. Amém.”

 

(Foto: Pascom da Paróquia Santa Luzia, Manaus)

 

Sacerdote fiel e misericordioso

Nascido em 18 de maio de 1989 no Município de São Gabriel da Cachoeira, no Estado do Amazona, extremo norte do Brasil, na fronteira com Colômbia e Venezuela, Inácio Cordeiro Padrão é o oitavo de dez filhos de Paulo Padrão e Maria Cordeiro. Seu pai é natural da Colômbia e a sua mãe é brasileira do povo originário Baré.

Em 2006, depois de terminado seu ensino fundamental, Inácio migrou para Manaus, deixando sua terra, seus pais, irmãos e amigos, para continuar seus estudos. Terminado seus estudos secundários em 2008, logo trabalhava e estudava na Escola Técnica da Rede Salesiana.

Em 2009 ingressou na casa de formação do Instituto Missões Consolata da Região Amazônica, realizando o ano de propedêutico e os estudos de Filosofia, na Universidade Salesiana Dom Bosco Manaus. Depois de um período em sua família, esteve em Roraima, acompanhando pastoralmente o povo Yanomami e Macuxi. Em 2016 foi destinado a Buenos Aires, na Argentina, onde viveu o ano de Noviciado, onde professou os votos religiosos em 30 de dezembro do mesmo ano.

Destinado ao Quênia, no continente africano, realizou seus estudos teológicos na Universidade Tangaza  College de Nairóbi e seu ano de serviço missionário junto ao povo Turkana, na paroquia Canpi Garba Mission. Neste ano de 2022, em celebrações realizadas em Nairobi, emitiu sua profissão perpétua como Missionário da Consolata no dia 11 de fevereiro e foi ordenado Diácono no dia 12 de fevereiro.

Inspirado na passagem bíblica de Hebreus 2,17, “sacerdote fiel e misericordioso”, no dia 17 de setembro, festa litúrgica da missionária da Consolata e mártir, a bem-aventurada Leonella Sgobarti, o diácono Inácio foi ordenado presbítero pela oração e imposição das mãos do Cardeal Leonardo Steiner, arcebispo de Manaus, na paróquia Santa Luzia.

Na manhã de 18 de setembro presidiu sua primeira missa na comunidade Santa Maria Goretti, na zona leste de Manaus, onde os missionários da Consolata estiveram presentes por muitos anos e que atualmente estão os Missionários de Maria Imaculada.

Como Missionário da Consolata, o padre Inácio Cordeiro Padrão, exercerá seu ministério e serviço missionário em Moçambique, no continente africano.

Comentários

  • Esta notícia ainda não tem comentários. Seja o primeiro!

Mais lidas