Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Sínodo: como a Igreja no Brasil está se preparando para o evento

Vídeo traz resumo do processo de preparação e orienta sobre nova etapa continental que acontecerá em Brasília, em março de 2023. Primeira sessão da assembleia sinodal acontecerá em Outubro/2023.

Há 2 meses - por Redação com CNBB
Sínodo: como a Igreja no Brasil está se preparando para o evento
A Equipe de Animação do Sínodo 2021-2024, no Brasil, divulgou um vídeo com informações sobre a primeira etapa do processo sinodal nas Igrejas particulares e orientações gerais à Etapa Continental. A fase prevê uma nova escuta às Igrejas Particulares e encontros nos continentes com término em março de 2023. 
 
No país, mais de 260 sínteses foram recebidas na conclusão da Etapa Diocesana. Todo esse material foi reunido em uma Síntese única, enviada à Secretaria Geral do Sínodo. “A participação expressiva e a adesão entusiasmada ao processo sinodal testemunham a disposição da Igreja em falar e ouvir, especialmente à escuta do que o Espírito diz às Igrejas (cf. Ap 2,29). O processo sinodal, porém, não se encerrou. Estamos a caminho da próxima etapa: a Fase Continental”, reforça comunicado da Equipe Nacional.
 

Etapa Continental e nova escuta às dioceses

 
A partir das Sínteses recebidas, a Secretaria Geral do Sínodo elaborou o Documento de Trabalho para a Etapa Continental (DEC), que tem com como inspiração a exortação de Isaías: “Alarga o espaço da tua tenda!” (Is 54,2).
 
Publicado em 27 de outubro de 2022, o DEC reúne os processos de escuta que marcaram a primeira fase do sínodo e recupera trechos de diferentes Conferências Episcopais.
 
O documento também indica como será a organização da Etapa Continental, que incluirá nova escuta às dioceses. Dessa vez, os principais envolvidos serão o Bispo diocesano e a Equipe sinodal diocesana. Cada diocese poderá discernir a viabilidade ou não de convidar outras pessoas para participar desta etapa. Os passos serão os seguintes:
 
1) Em atitude orante, ler o Documento para a Etapa Continental.
2) Em conjunto e mantendo a atitude orante, discernir a respeito das três questões indicadas no DEC, n. 106:
a. Depois de ter lido o DEC em ambiente de Oração, quais intuições ecoam, de modo mais intenso, com as experiências e as realidades concretas da Igreja do vosso continente? Quais as experiências vos aparecem novas ou iluminadoras?
b. Depois de ter lido o DEC e fazer uma pausa em oração, quais tensões ou divergências substanciais surgem como particularmente importantes na perspectiva do vosso continente? Consequentemente, quais são as questões ou interrogações que deveriam ser enfrentadas e tomadas em consideração nas próximas fases do processo?
c. Olhando para aquilo que emerge das duas perguntas precedentes, quais são as prioridades, os temas recorrentes e os apelos à ação que podem ser partilhados com outras Igrejas locais no mundo e discutidos durante a Primeira Sessão da Assembleia sinodal em outubro de 2023?
3) As reflexões do grupo a respeito de cada questão devem ser registradas no formulário eletrônico preparado pela Equipe Nacional de Animação do Sínodo, enviado às dioceses. O prazo é o dia 17 de fevereiro de 2023.
 
Com os formulários respondidos, a Equipe Nacional de Animação do Sínodo fará um novo trabalho de Síntese. Este documento será apresentado na Etapa Continental, que acontecerá entre os dias 6 e 10 de março, em Brasília, reunindo as Conferências Episcopais do Cone Sul.
 
A Equipe Nacional, que animou e assessorou a Etapa Diocesana, continua à disposição para auxiliar as dioceses nesse novo passo do caminho Sinodal. O contato principal permanece o e-mail: [email protected].

Comentários

  • Esta notícia ainda não tem comentários. Seja o primeiro!

Mais lidas