Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Igreja na Amazônia lança núcleo de direitos humanos e incidência para a região

Iniciativa deve fortalecer as redes de proteção das lideranças e defensores de Direitos Humanos e da Natureza nos territórios amazônicos.

Há 23 dias - por REPAM-Brasil
Igreja na Amazônia lança núcleo de direitos humanos e incidência para a região
Com o objetivo pensar, refletir, elaborar  e oferecer subsídio as comunidades, defensores de direitos humanos e da natureza e incidir para fortalecimento da rede de proteção no território Amazônico em diálogo com as instituições parceiras, a Rede Eclesial Pan-Amazônica REPAM-Brasil e a Comissão Episcopal para a Amazônia (CEA) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), de forma conjunta, criaram nesta quinta-feira (12), em reunião realizada por meio de plataforma digital, o Núcleo Multidisciplinar de Direitos Humanos e Incidência.
 
A proposta de criação do grupo surgiu de ações de projetos, já realizados pelas instituições, que buscam fortalecer as redes de proteção de lideranças e defensores de Direitos Humanos e da Natureza nos territórios amazônicos. Na reunião foram apresentados o objetivo e missão do coletivo, os membros, as responsabilidades e as atividades que serão realizadas por eles.
 
O Núcleo será composto por referências das áreas jurídica, advocacy, educação e comunicação. Fazem parte do grupo Pe. Paulo Renato, assessor político da CNBB; Nilton Tubino, assessor parlamentar na Câmara dos Deputados; Pe. José Boieng, membro do Núcleo de Direitos Humanos da REPAM-Brasil; Felício Pontes, membro do grupo de assessores da REPAM-Brasil; Ana Caroline Lira, analista de comunicação da REPAM-Brasil; Joelma Viana, membro da Rede de Notícias da Amazônia; Andréa Cristiane Nunes, assessora técnica de incidência da REPAM-Brasil e Dorismeire Almeida de Vasconcelos, da equipe de articulação da REPAM-Brasil.
 
Os trabalhos do Núcleo se desenvolverão por meio de reuniões mensais, presenciais e virtuais, para análise e proposição de estratégias de incidência, processos de formação popular  para acompanhamento das situações de violações de direitos humanos e direitos da natureza, além de oportunizar às comunidades, defensores e lideranças acessarem às informações atualizadas por meio de fontes seguras, informes e notas técnicas elaborados pela equipe do Núcleo de Direitos Humanos e Incidência da REPAM-Brasil e instituições parceiras. Outra proposta do grupo é a comunicação ativa por meio de matérias e notas publicadas nas redes e site da REPAM-Brasil e Comissão Episcopal para a Amazônia, bem como a publicação de subsídios formativos.
 
Para a coordenação conjunta do Núcleo Multidisciplinar, foram nomeadas Dorismeire Vasconcelos e Andréa Nunes. Para Dorismeire, a criação do grupo é resultado de um trabalho que vem sendo realizado há três anos em que foram identificadas uma série de violações e impactos nos direitos humanos e da natureza no território amazônico, que culminou na campanha “A vida por um fio”, liderada pela REPAM-Brasil e organizada por uma série de instituições parceiras.  “Daí, então, a importância desse Núcleo, de pegar esse clamor que vem do território para analisar, refletir e incidir fortalecendo a democracia”, completou.
 
Um manual metodológico de Oficinas de Autoproteção, um mapa de monitoramento de matérias legislativas que estão em tramitação, acompanhadas de notas técnicas que ajudem a REPAM-Brasil e CEA a se posicionarem a respeito dos temas, a criação de um aplicativo com dados e informações para o acesso rápido das comunidades e lideranças estão entre os projetos do Núcleo recém-criado.
 
“Faremos o informe Amazônia no Congresso em formato digital e em “pílulas” de áudio para que as informações cheguem a todo território amazônico com uma linguagem acessível, notas técnicas e entrevistas”, completou Andrea Nunes sobre os produtos que serão desenvolvidos pelos especialistas.
 
Por REPAM-Brasil

Galeria de imagens

Comentários

  • Esta notícia ainda não tem comentários. Seja o primeiro!

Mais lidas