Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Santa Catarina de Sena (29 de abril)

Há 20 dias
Santa Catarina de Sena (29 de abril)

Nasceu em Sena, Itália, no ano de 1347, última de uma família de 25 filhos. Teve uma infância pobre, sem poder estudar. Não foi freira, ficou sempre leiga, empenhada ao serviço da paz em favor da Igreja e da sociedade.
Como nenhuma mulher na história da Igreja, Catarina foi escolhida pela Providência na vida agitada e conturbada de seu século. De saúde frágil foi levada à ação mais imprevisível para modificar o mundo, entre dificuldades que pareciam insuperáveis.
Numa época em que não havia espaço social para a mulher e a doutrina moral e religiosa era privilégio do clero, Catarina, de origem humilde, escreveu centenas de cartas ao papa, aos governantes, aos cardeais, viajou diversas vezes até Avinhão, na França onde o papa se encontrava exilado, num período de cisma na Igreja, até conseguir que ele voltasse à sua sede em Roma. O próprio Papa Urbano VI falou sobre ela: “Esta pequena mulher nos envergonha, a nós todos, nós que nos amedrontamos e nos calamos, enquanto ela que, por natureza, pertence ao sexo fraco, não sente o menor receio e até nos encoraja”.
Num período conturbado da história, dois grandes males se abateram sobre a sociedade:
- A peste que matou um terço da população da Itália, ocasião em que, Catarina, dedicou-se heroicamente ao serviço dos doentes.
- O cisma na Igreja, quando dois Papas disputavam o trono de São Pedro: O escândalo, a confusão e a incerteza dos fiéis eram enormes. Catarina foi a Roma em defesa do Papa, Urbano VI, escreveu aos príncipes cristãos reivindicando o apoio deles, age junto a cardeais não lhes poupando as mais duras expressões, conseguindo a reunificação da Igreja em torno do legítimo Papa.
Morreu aos 33 anos em 1380, deixando numerosos escritos de profunda espiritualidade e cartas de alto valor histórico e religioso. Foi declarada Doutora da Igreja e Padroeira da Itália, pelo Papa São Paulo VI em 1970.
Santa Catarina de Sena, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.