Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

São João I (18 de maio)

Há 2 meses
São João I (18 de maio)

O nome João, um dos mais populares em todos os tempos, também é o que possui o maior número de santos canonizados. Mais de 70 desde São João Batista. É também o nome que o maior número de Papas adotou: 25 no total. Interessante também que antes de São João XXIII e São João Paulo II, somente o que veneramos hoje foi levado às honras dos altares.
Eleito Papa em 523, ficou na direção da Igreja apenas trinta meses. Apesar disso, é relembrado na história da Igreja com especiais merecimentos. Foi ele quem introduziu o calendário cristão, iniciando a contagem dos anos a partir do nascimento de Cristo e não mais da fundação de Roma. A ele devemos a fixação da data da Páscoa com um ciclo ainda hoje adotado. Também com ele começou o canto litúrgico que, evoluindo, tomou o nome de canto gregoriano.
À sua época, o Império Romano já havia sido destruído e o monarca era Teodorico, rei dos ostrogodos, cristão da seita herética ariana, que a princípio até tinha uma boa aceitação dos romanos. Todavia, após um litígio por território com o imperador do Oriente, Justino I, destituiu seus colaboradores romanos, mandando matar alguns e prender outros, e dentre os presos também o Papa João I, condenado ao calabouço sem direito a comida e água, vindo a morrer em 18 de maio de 526.
Sobre o seu túmulo, na Igreja de São Pedro, está escrito: “Sumo Sacerdote do Senhor! Sucumbiste como vítima imolada a Cristo". É essa a maneira que os Papas merecem o supremo beneplácito de Deus.
São João I, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.

Mais lidas