Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Santa Maria Madalena (22 de julho)

Há 24 dias
Santa Maria Madalena (22 de julho)

Magdala - aldeia situada na margem ocidental do lago de Genesaré, na Galiléia, é a terra natal de Maria, denominada propriamente de Santa Maria Magdalena, que se distingue totalmente da outra Maria, a de Betânia, irmã de Lázaro e Marta. Maria Madalena foi e ainda é injustiçada ao ser identificada como prostituta ou pecadora pública, pois não há qualquer indício ou fundamento bíblico, nem mesmo histórico para esta interpretação.
Antes da paixão, morte e ressurreição de Jesus, ela só é mencionada nos Evangelhos (Lc 8, 2 e Mc 16,9) como sendo a mulher da qual haviam saído sete demônios. Qualquer coisa além disso é pura fantasia. Há, inclusive um evangelho apócrifo, cuja autoria lhe é atribuída.
Maria Madalena é descrita no Novo Testamento como uma das discípulas mais dedicadas de Jesus Cristo e à Igreja Primitiva. É considerada santa pelas igrejas Católica, Ortodoxa, Anglicana e Luterana. Ela foi uma das mulheres que acompanhou o mestre da Judéia à Galiléia. Madalena esteve presente na crucificação e no funeral de Cristo, juntamente com Maria de Nazaré e outras mulheres. (Mateus 27:56; Marcos 15:40; Lucas 23:49; João 19.25) (Mateus 27:61; Marcos 15.47; Lucas 23:55). No domingo da Páscoa, de manhã muito cedo, “quando ainda estava escuro”, ela foi ao sepulcro, achou-o vazio e foi a primeira testemunha da Ressurreição, pois Jesus apareceu a ela e a mandou ir anunciar a sua ressurreição aos discípulos: "Vai a meus irmãos e dize-lhes:Subo a meu Pai e vosso Pai, meu Deus e vosso Deus".Depois disso, segundo uma antiga tradição grega, Maria Madalena teria ido viver em Éfeso, onde morreu. Lá, tinham ido morar também João, o apóstolo de Jesus, e Maria, Mãe de Jesus.
A liturgia bizantina celebra-a como “Apóstola dos Apóstolos”,
Santa Maria Madalena, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.

Mais lidas