Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

São Boaventura (15 de julho)

Há 1 mes
São Boaventura (15 de julho)

Boaventura nasceu no centro da Itália em 1218, recebendo no batismo o nome de João Fidanza. Na infância, ao ficar muito doente, sua mãe levou-o a São Francisco de Assis a fim de que rezasse sobre ele. O santo de Assis pegou-o no colo, rezou, e eis o milagre: imediatamente ficou bom. São Francisco percebendo o milagre, exclamou: “Ò, boa ventura!”, nome que ficou no menino daí pra frente. Quando cresceu, entrou na Ordem Franciscana e, pela mortificação dos sentidos e muita oração, exerceu sua vocação franciscana e sacerdócio na santidade, a ponto do seu mestre qualificar-lhe assim: “Parece que o pecado original nele não achou lugar”.
São Boaventura, antes de se destacar como santo bispo, já chamava – sem querer – a atenção pela sua cultura e ciência teológica. Por isso, ao lado de Santo Alberto Magno e Santo Tomás de Aquino, caracterizaram o século 13 como o tempo de sínteses teológicas.
Certa vez, um frei lhe perguntou se poderia salvar-se, já que desconhecia a ciência teológica; a resposta do santo não foi outra: “Se Deus dá ao homem somente a graça de poder amá-Lo, isso basta…” Uma simples velhinha poderá amar a Deus mais que um professor de teologia.
O papa o quis perto de si, nomeando-o cardeal e arcebispo de Albano, mas ficou pouco mais de um ano no novo cargo pastoral. Veio a falecer durante o Concílio de Lião, na França, no dia 14 de julho de 1274, com 56 anos
São Boaventura, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.

Mais lidas