Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

São Cristóvão (25 de julho)

Há 22 dias
São Cristóvão (25 de julho)

Embora o dia tradicional de venerar São Cristóvão seja 25 de julho, peço licença a São Charbel, (Libanês maronita 1828/1898), e Santa Cristina mártir 288/300 que são celebrados hoje, para fazer breve comentário sobre ele. hoje, pois a liturgia de amanhã celebrará a festa de São Tiago apóstolo.
Natural da Palestina, de alta estatura e imensa força, era militar a serviço de quem melhor lhe pagava. Uma vez convertido a Cristo, o Filho de Deus e o maior dos soberanos, quis servi-lo e se fez apóstolo na Lícia, onde sofreu o martírio, sob o imperador Décio, por volta do ano 250.
Um eremita lhe indicou a maneira de servir a Cristo: entregando-se à penitência, à oração e à meditação da palavra de Deus, e Cristóvão lhe respondeu: “Jejuar não agüento, rezar e meditar não tenho jeito” e o ermitão lhe disse: “Existe mais um meio para servir a Deus; é praticar obras de caridade ao próximo. Tu és robusto, alto e forte: temos aqui perto um rio sem ponte que é perigo de morte pra muita gente que se coloca a atravessar. Oferece seus serviços àquela pobre gente. Leve as pessoas de um lado ao outro. Terás a gratidão e a oração dos beneficiados e Deus recompensará a tua caridade”.
Aceitou a proposta e construiu uma choupana à beira do rio e passou a transportar, gratuitamente, as pessoas. Conta a lenda que, certo dia, teve que levar um menino, que a princípio era leve como palha e aos poucos foi ficando pesado ao ponto de lhe tremerem as pernas e na margem oposta falou que parecia estar levando o peso do mundo inteiro. Então, o menino lhe disse que muito mais que o mundo inteiro, ele havia levado o Senhor do mundo. Daquele dia mudou o nome para Cristóvão que quer dizer: “portador de Cristo”.
É padroeiro dos motoristas e transportadores.
São Cristóvão, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.

Mais lidas