Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Santo Apolinário e Dedicação à Basílica de Santa Maria Maior (5 de agosto)

Há 10 dias
Santo Apolinário e Dedicação à Basílica de Santa Maria Maior (5 de agosto)

A liturgia nos convida hoje a comemorar a Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior, o primeiro templo mariano construído em Roma, no século IV, mas que foi consagrada pelo Papa Sisto III no dia 15 de agosto de 431, pouco depois do Concílio de Éfeso, no qual foi definida a maternidade divina de Maria. É também uma das quatro basílicas papais.


Neste mesmo dia, lembramos com alegria da vida de santidade do mais antigo bispo de Ravena: Santo Apolinário. Nascido no século 1 numa família pagã, foi convertido por Deus em Roma, por meio da pregação do apóstolo São Pedro.
No tempo de Apolinário, o paganismo e sincretismo estavam dominando todo o Império e, por isso, todo evangelizador corria grandes riscos de morte. Com a missão indicando a evangelização do Norte da Itália, foi ele edificar a Igreja de Ravena, a qual tornou-se na Itália, depois de Roma, pólo do Cristianismo.
Por causa de Jesus Cristo e do Seu Reino, lutou contra as tentações, permaneceu fiel, com coragem sofreu e suportou até mesmo as torturas como confessor e, mais tarde, o martírio. Conta-nos a história que diante do Édito de Milão em 313, a Igreja Católica adquiriu liberdade religiosa e com isso pôde livremente evangelizar o Império Romano, assim como venerar seus santos; é deste período que encontramos em Ravena grande devoção ao Santo Bispo do qual celebramos hoje, herói da nossa fé.
Santo Apolinário, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.

Mais lidas