Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Santos Ponciano e Hipólito (13 de agosto)

Há 2 meses
Santos Ponciano e Hipólito (13 de agosto)

Ponciano foi o zeloso papa da Igreja de Cristo, eleito em 230, enquanto Hipólito, seu contemporâneo, presbítero e um fecundo escritor e orador.
Aconteceu que, naquele tempo, rompeu um cisma na Igreja, em que Hipólito defendia um tal rigorismo que os adúlteros, fornicadores e apóstatas não mereceriam perdão, mesmo diante de arrependimento. Ponciano, o Papa da Misericórdia, não concordava com este duro princípio e nem outras reflexíveis cheias de boa fé, porém que não revelavam o coração do Pai, o qual escolheu a Igreja como instrumento deste amor que perdoa e salva.
Ponciano, que confirmava a fé nos cristãos, diante do clima de perseguição criado pelo imperador Maximiano, foi denunciado e, por isso, segundo se soube, preferiu prudentemente renunciar ao serviço de Papa em favor de Antero, seu sucessor, visando o bem da Igreja e acolheu o exílio.
Na ilha da Sardenha encontrou exilado também o sacerdote Hipólito e, em meio aos trabalhos forçados, se reconciliaram, sendo que Hipólito renunciou aos seus erros, antes de colherem em 235 o “passaporte” do Céu, ou seja o martírio.
Santos Ponciano e Hipólito, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.

Mais lidas