Cookies e Política de Privacidade
A SIGNIS Agência de Notícias utiliza cookies para personalizar conteúdos e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Santa Catarina de Alexandrina (25 de novembro)

Há 15 dias
Santa Catarina de Alexandrina (25 de novembro)

Dentre as santas que levam o nome de Catarina a mais conhecida na literatura é Catarina de Sena; a mais célebre na história da espiritualidade é Catarina de Gênova. Também de grande expressão é Santa Catarina Labouré (medalha de Nossa Senhora das Graças) que a Igreja venera daqui 2 dias, porém, a mais venerada no mundo pelo povo é Catarina de Alexandria.
Há muita lenda sobre ela, mas também há muita história incontestável a seu respeito. Viveu no Egito onde morreu mártir por volta do ano 305, durante a perseguição de Diocleciano.
No século 6, foi escrita a história do seu martírio (ainda preservada) que teve vasta credibilidade e enorme difusão em toda a idade média.
Conforme este antiquíssimo documento, Catarina, citada como cristã perante o imperador, em Alexandria do Egito, censurou-lhe a injusta perseguição contra os cristãos. Por sua vasta cultura filosófica provou a inutilidade dos deuses, enaltecendo a beleza e a veracidade do Cristianismo. O imperador, impressionado pela coragem e formosura de Catarina, convocou alguns filósofos que deveriam refutar e replicar a argumentação de Catarina, mas verificou-se o contrário: a eloquência da santa jovem convenceu de erros os próprios filósofos, que se converteram a religião de Cristo. Derrotado em seu intento, o imperador vingou-se determinando a morte de Catarina e dos sábios convertidos. A Jovem deveria ser barbaramente dilacerada por uma roda munida de lâminas cortantes e ferros pontiagudos. Esta roda, porém, ao contato com o corpo da santa, quebrou-se ao meio. Após várias torturas, Catarina, enfim, foi decapitada.
Em louvor a Santa Cataria foram levantadas diversas igrejas na Europa e no mundo. A Universidade de Paris a escolheu como padroeira, e é invocada como protetora dos estudantes e filósofos.
Também o Brasil honra-se em tê-la como protetora de um Estado, que leva o seu nome e a Congregação Irmãs de Santa Catarina está presente em 8 estados brasileiros com 34 unidades nas áreas de assistência social, educação e saúde, como o Hospital Santa Catarina na Av. Paulista em São Paulo.
Santa Catarina de Alexandria, rogai por nós!

Sobre o autor

Raul Ribas

Pós-graduado em Teologia pela Universidade Católica Dom Bosco, de Campo Grande (MS), membro do Movimento dos Focolares e um entusiasta pesquisador e divulgador da vida dos santos.

Mais lidas